Decidimos visitar a Grelha, em Ferreira do Zêzere, seguindo a recomendação de um casal que conhecemos aquando da nossa viagem à Quinta da Eira Velha, na bonita Aldeia do Mato. Tínhamos ficado algo curiosos com a descrição de uns bifinhos feitos num chapéu metálico usando como material combustível carvão de côco, de forma a evitar fumos, e que permitia controlar o grau de cozedura ao gosto do freguês. Como o S. gosta de tudo bem passado e a S. de tudo em carne viva, achámos que seria uma boa experiência e entrámos decididos a comer e sair a rebolar.

O primeiro impacto é bastante agradável. O restaurante é muito grande, todo ele envidraçado, amplo, com mesas confortáveis e espaçosas, perfeitas para receber os famosos chapéus. O acesso até lá é bastante simples existindo um espaço para estacionamento generoso logo ao lado, o que foi óptimo pois estava a chuviscar. Chegámos eram quase três horas e o restaurante encontrava-se bastante cheio mas o serviço foi relativamente rápido – ajudou saber de antemão o que íamos pedir. Apesar desta celeridade, temos de confessar que o atendimento não foi dos mais simpáticos. Sempre que pedíamos algo, sentimos que vinham um pouco contrariados, ou que nos estavam a fazer um favor, e isso estragou um pouco a refeição. Uns dias depois, ao comentar esta nossa impressão com o casal que nos tinha recomendado o espaço, não ficámos surpreendidos por estes partilharem da mesma opinião. Talvez isto aconteça por ser muito conhecido, ou pela hora tardia, mas em todo o caso, deixou-nos descontentes. Já os bifinhos, não desiludiram. Eram realmente deliciosos, ao ponto de termos saído de lá com vontade de comprar tal apetrecho online, se bem que sem sucesso. É realmente uma óptima forma para reunir pessoas à mesa e dar um espetáculo.

O nosso conselho: foquem-se na comida que é boa, e não esperem muito do atendimento. Os bifinhos vinham servidos com migas tradicionais de feijão, couve e broa, muito bem preparadas e saborosas e que pedimos para repetir, bem como batatas fritas, que sinceramente não devíamos ter comido mas às quais é difícil resistir, especialmente em tempo frio e chuvoso. Com a barriga cheia, e atipicamente, não comemos sobremesa.

Concluindo, se há muitos chapéus em Ferreira do Zêzere? Há. Mas os da Grelha são verdadeiramente deliciosos. Apesar da nota menos positiva em relação ao atendimento, recomendamos uma visita.

Artigos Recomendados

Digite e pressione enter para pesquisar