Em Setembro, e por motivos de trabalho, o S. ruma normalmente ao Porto, perto da sua terra natal, e a S. tem por hábito ir visitá-lo uns dias para matar saudades, insistindo como sempre em ficar em sítios elegantes e diferentes. Desta vez, escolhemos o Predicados do Douro Palace, não só pelo nome chamativo (não fosse a S. uma princesa ogre), mas também por ficar a poucos minutos dos afazeres do S., com uma localização privilegiada em frente ao Palácio de Cristal.

Ficámos cinco noites, e doeu um bocadinho ao ir embora. O Predicados do Douro grita requinte e sofisticação assim que abrimos a porta de entrada, não fosse ele uma antiga galeria de arte. Ainda mal entrámos no bonito e imponente hall, de tectos altos e chão maravilhoso, fomos recebidos pelo anfitrião extremamente simpático que nos fez sentir logo em casa.

 

Tínhamos escolhido ficar na lindíssima Suite Deluxe Superior, por 440 euros pelas 4 noites, depois de vermos as fotos encantadoras. Um estúdio enorme, decorado com excelente bom gosto (e com cores que adoramos), além de ter tudo o que podíamos precisar, incluindo uma pequena kitchenete, sala de estar com um sofá imensamente confortável, casa de banho moderna e imensas portadas de pé alto que davam acesso a uma adorável varanda com vista para os jardins do Palácio.

Infelizmente não tinha a banheira cobiçada pela S. (todos os quartos têm apenas chuveiros), mas achámos o sítio tão quirky e com uma vista tão agradável que sinceramente nem demos pela falta. No entanto, logo à entrada do quarto, e como este está virado para a rua, apercebemo-nos do ruído dos carros e sirenes das ambulâncias que entravam e saíam do Hospital São João, e a S. foi prontamente a uma farmácia comprar tampões. Infelizmente, não resolveu o problema, o que foi uma pena pois o quarto é mesmo fantástico, e todos os materiais, incluindo roupa de cama, são de qualidade excelente. Mas nós somos daqueles hóspedes exigentes que quando ficam em hotéis, dão imensa importância à qualidade do sono e descanso, e a insonorização da Suíte não é de facto a melhor, talvez por ficar no primeiro andar, muito perto da rua.

Decidimos ir falar com os proprietários que prontamente  resolveram a situação e nos mudaram para o Estúdio Duplex, pelo mesmo preço, desta feita virado para o jardim interior e não para a rua. Igualmente fantástico e decorado com extremo bom gosto. Aí foi o paraíso: silêncio total, interrompido apenas pelo som das gaivotas, duas casas de banho (uma para cada um, portanto), 2 quartos (fizemos questão de usar ambos), uma sala acolhedora e uma pequena cozinha. Além disso, aquela vista para o jardim e o casario do Porto é muito romântica.

O Predicados conta ainda com um espaço de bar/lounge, mas que devido à pandemia não estava a ser utilizado, com acesso directo para um pequeno jardim extremamente bem cuidado e adorável, onde só apetece sentar ao sol e ler, ou simplesmente imitar uma lagartixa e aproveitar o sol e o silêncio que se respira naquele lugar, enquanto se miram algumas uvas americanas nas paredes de pedra tão tradicionais.

O pequeno-almoço é delicioso, e servido com pontualidade britânica (ou antes, portuguesa, que isso da pontualidade britânica é mito, e fazemos esta afirmação com autoridade). Invariavelmente, sem falhar um único dia, em boa verdade uns minutos antes da hora pedida até, sentíamos o carrinho a sair do elevador, anunciado a chegada da paparoca, sempre super fresca e saudável, com iogurtes, fruta, ovos mexidos, sumos naturais, croissants, pães, bolos… (tudo o que tivessemos escolhido da extensa lista disponível, o que para quem conhece a S., é tudo). E assim foi. Tudo. Perfeito. Recomendamos muito.

Artigos Recentes

Digite e pressione enter para pesquisar